terça-feira, 7 de abril de 2009

Não tenho ambições nem desejos

.........................

Não tenho ambições nem desejos.

ser poeta não é uma ambição minha.

É a minha maneira de estar sózinho.

....................

Ou quando uma nuvem passa a mão por cima da luz

E corre um silêncio pela erva fora.

....................

Porque quem ama nunca sabe o que ama

Nem sabe porque ama, nem sabe o que é amar...

....................

Da minha aldeia vejo quanto da terra se pode ver do Universo...

Por isso a minha aldeia é tão grande como outra terra qualquer,

Porque eu sou do tamanho do que vejo

E não do tamanho da minha altura...

....................

A mim ensinou-me tudo.

Ensinou-me a olhar para as coisas.

Aponta-me todas as coisas que há nas flores.

Mostra-me como as pedras são engraçadas

Quando a gente as tem na mão

E olha devagar para elas.

(Fernando Pessoa)

7 comentários:

Curiosos à Vista! disse...

olááá amiguinha, passei para lhe deixar um beijo grande e desejar uma excelente semana. Beijinhos grandes dos Curiosos à Vista e Ana Cristina

Polyy Lima disse...

otimo poema de um otimo escritor ^^
1° vez aqui e adorei ;)

parabéns pelo blog .. tô te seguindoo girl!!

beijão

A cor da Imaginação disse...

Amiga estou tão sem tempo, ou seja nada de blog.
Beijosssssss

Giovanna disse...

Muito legal seu blog girl...
Parabéns pelo blog, se puder passa lá no meu estou começando com ele agora e sempre é bom ter uma visitinha :D .
Beijos (já estou seguindo seu blog)

Cíntia Maciel disse...

Amiga querida !

Estou passando bem rapidinho para te oferecer um Selinho da amizade !!!!

Aceite-o ... é de ♥

Beijos

E tenha uma ótima semana !!!!

Clarinha Lenine ツ disse...

Retribuindo a visitinha!! ;)
as respostas vou mandar pro seu e-mail!!
BJK...e adorei seu blog!!

Casa de Patinhos disse...

Oi amiga! Faz muito tempo que não trocamos umas palavrinhas mas, eu não me esqueço de quem gosto. Espero que tudo esteja bem com você. Mil beijos e votos de um bom fim de semana. Graça